Na manhã do dia 07 de Setembro, num sábado, um grupo do terceiro ano de Medicina veio alegrar a todos os Idosos, com um bingo bem animando e com vários prêmios.

Os Idosos ficaram espertos e animados e ganharam muitos brindes. Os estudantes fazem isto, para estimular os Idosos a raciocinarem e aprender a conviver com o outro.

Agradecemos a criatividade e animação dos alunos.

Maria Alice – Idosa

svic-bingo-setembro

 

Compartilhe:

Prêmio ACIC de Matemática (CCR)

outubro 5th, 2019 | Posted by FDZ in Sem categoria - (0 Comments)

Nesta sexta-feira, 20 de setembro, foi realizada a 2ª fase do Prêmio ACIC de Matemática no Colégio Cristo Rei. Os estudantes das escolas públicas e particular do município de Içara,participaram da prova.

A divulgação dos ganhadores acontecerá no dia 16 de outubro, e o Prêmio ACIC é uma das ações da Associação em prol da educação, promovendo a valorização da matemática na vida cotidiana da sociedade.
sc-premio-mat-setembro (1) sc-premio-mat-setembro (2) sc-premio-mat-setembro (3) sc-premio-mat-setembro (4) sc-premio-mat-setembro (5) sc-premio-mat-setembro (6) sc-premio-mat-setembro (7)

 

Compartilhe:

A criança aprende brincando e brinca aprendendo. Brinca porque é uma necessidade básica, assim como a nutrição, a saúde, a habitação e a educação são vitais para o desenvolvimento delas. Para manter o equilíbrio com o mundo, a criança necessita brincar, jogar, criar e inventar. Brincando a criança aumenta sua independência, estimula sua sensibilidade visual e auditiva, desenvolve habilidades motoras, exercita sua imaginação, sua criatividade, socializa-se, interage, reequilibra-se, recicla suas emoções, sua necessidade de conhecer e reinventar e, assim, constrói seus conhecimentos.

Na educação infantil, as atividades lúdicas são essenciais para o desenvolvimento e para a educação em si, e enfatizam que a aprendizagem precisa acontecer de forma alegre e divertida, pois é assim que a criança vive em seu mundo. Sendo assim, as professoras realizaram várias atividades neste início do segundo semestre, utilizando vários materiais como: guache, massinhas de modelar, palito de picolé e de churrasco, atividades de colagem, rasgar e amassar papel, entre outros. Realizaram atividades dinâmicas com objetivos de construção do conhecimento e de desenvolvimento integral, proporcionando situações significativas de exploração e criação.

No maternal a professora Karen trabalhou cores, pois as mesmas estão presentes ao nosso redor: nas roupas e acessórios que vestimos, nas paredes, na natureza e na luz solar, como as sete cores do arco-íris. “Mais importante que conhecer o nome é a criança reconhecer e brincar com as cores”. Realizaram com muita empolgação a atividade da mágica das cores com a mistura das tintas primárias com as mãos construindo o painel das cores. Também foi feita atividades para colocar em prática o aprendizado, produzindo gelatinas de diversas cores e com as frutas fizeram espetinhos de frutas, onde além de abordar as cores, também incentiva a alimentação saudável que é tão importante nos dias de hoje.

A turma do jardim I da professora Mônica, teve durante o primeiro semestre e continuam no segundo, com a roda da história infantil, já que, a leitura de histórias é uma atividade lúdica que desperta a curiosidade e o interesse da criança pelo livro. Por meio dos contos, a criança viaja pela imaginação para mundos encantados, para culturas diversas e vive muitas experiências. Os contos de fadas influenciam na vida dos ouvintes mirins. É um mundo encantado que inspira sonhos e se relaciona com a realidade.

A primeira leitura que a criança faz de um livro é através de sua ilustração. A leitura não verbal faz com que a criança exercite sua imaginação, criando diálogos, enredos, situações diferentes nas quais os seus sentimentos estarão expostos permitindo que a criança se envolva no mundo da imaginação.

Durante este período foi feito a contação de histórias do Sitio do pica-pau amarelo, Cachinhos dourados, Os três porquinhos e a Branca de neve e os sete anões. Através das histórias contadas a professora trabalhou com os alunos fazendo interpretação oral e também por meio de desenhos, dramatizações representando os personagens. Ainda fez exploração dos numerais e quantidades. Criaram por meio de materiais reciclados miniaturas dos personagens.

O Jardim II com a professora Mislene, trabalhou no mês de setembro, sobre o nosso querido Brasil, um país verde, amarelo, azul e branco, de belezas inigualáveis, e no coração a maior floresta do mundo. País que contagia e onde os brasileiros trabalham com o sorriso no rosto. Em meio às rodas de conversa na turma, os alunos mesmo tão pequenos mostraram em alguns momentos estarem felizes e outros decepcionados na forma em que o país está.

Trabalhando as cores da bandeira, muitos falaram do lixo que poluem o mar, do corte de árvores e maus tratos aos animais. Pensando nisso, foi realizado uma tarefa, para que juntos com a família eles pudessem expressar em forma de desenhos o “Brasil que eles querem”. O trabalho foi realizado de uma forma lúdica, onde os alunos conversaram com suas famílias e conseguiram passar o recado muito bem a seus familiares.

As crianças expressaram através do trabalho realizado, que eles querem um PAÍS com: moradia, alimentos para todos, paz, sem violência e mais amizades entre os adultos. Foi um trabalho onde se percebeu que ainda há esperança e carinho no olhar de cada criança. Não podemos desistir de acreditar que dias melhores virão.

A turma do jardim III, juntamente com sua professora Mirella, debateram em sala de aula sobre a importância de se preservar o meio em que vivem, já entrando assim, na nova estação primavera e revendo as atitudes que devemos tomar para preservar o meio ambiente. Sendo assim, após a conversa percebeu-se que despertou nos alunos ainda mais, o interesse pela preservação ambiental e também a preservação da água em nosso planeta.

Com essa atividade e debate em sala de aula, a criança passa a se perceber como parte do meio ambiente, compreendendo que seus atos tem impacto na natureza. Então, elas passam a se corrigir em tais atitudes, como: não jogar lixo no chão e não desperdiçar água. As crianças fizeram atividades referentes ao tema trabalhado e confeccionaram murais com árvores e lindas flores, trabalho feito de forma prazerosa, utilizando guache de diferentes cores.

As atividades realizadas nas turmas da educação infantil foram feitas de forma prazerosa, fazendo com que as crianças pudessem construir o conhecimento, promovendo momentos onde expressaram diferentes sentimentos, socializaram e vivenciaram situações de trabalho em equipe e respeito.

Trabalhar de maneira lúdica consiste basicamente em satisfazer a criança, trabalhando com o real, o concreto, tocando, deslocando, montando e desmontando. Sua finalidade é o próprio prazer do funcionamento da brincadeira, o que é considerado importantíssimo, pois ajuda no desenvolvimento cognitivo e facilita a aprendizagem e a interação entre os colegas.

Claudenir Calegari Ribeiro
e professoras da Educação Infantil

sc-prazer-aprender-setembro (1) sc-prazer-aprender-setembro (7) sc-prazer-aprender-setembro (8) sc-prazer-aprender-setembro (9) sc-prazer-aprender-setembro (10) sc-prazer-aprender-setembro (11) sc-prazer-aprender-setembro (12)

Compartilhe:

Mundo mágico das cores (CCR)

outubro 5th, 2019 | Posted by FDZ in Sem categoria - (0 Comments)

Os pequenos do Maternal realizaram nesta primeira semana de setembro, com muita empolgação, a atividade “mágica das cores”, com a mistura de tintas primárias. Os alunos colocaram em prática o aprendizado e produziram gelatinas de diversas cores e também utilizaram frutas para a criação de deliciosos espetinhos.

“Além de abordar o conteúdo em sala de aula, também incentivamos a prática de uma alimentação saudável, sendo tão importante nos dias atuais”, relatou a prô Karen Martignago.

sc-mundo-magico-setembro (6)

 sc-mundo-magico-setembro (1) sc-mundo-magico-setembro (2) sc-mundo-magico-setembro (3) sc-mundo-magico-setembro (4) sc-mundo-magico-setembro (5)

Compartilhe:

O domingo, 22 de setembro, foi especial para as bailarinas da oficina de ballet do Colégio Cristo Rei. Coordenadas pela professora Maiana Sampaio, as alunas proporcionaram um belíssimo espetáculo ao público presente no Nações Shopping, em Criciúma.

“Foram apresentadas danças clássicas e contemporâneas, sendo o resultado das coreografias desenvolvidas no decorrer das aulas. O grupo conta com crianças de 3 a 12 anos de idade”, destaca Maiana.

Parabéns às bailarinas e à professora pelo empenho e dedicação!

sc-festival-setembro (1) sc-festival-setembro (2) sc-festival-setembro (3) sc-festival-setembro (4) sc-festival-setembro (5) sc-festival-setembro (6) sc-festival-setembro (7) sc-festival-setembro (8) sc-festival-setembro (9) sc-festival-setembro (10) sc-festival-setembro (11) sc-festival-setembro (12) sc-festival-setembro (13) sc-festival-setembro (14) sc-festival-setembro (15) sc-festival-setembro (16) sc-festival-setembro (17) sc-festival-setembro (18) sc-festival-setembro (19)

Compartilhe:

Desfile Cívico (CCR)

outubro 5th, 2019 | Posted by FDZ in Sem categoria - (0 Comments)

Neste sábado, 7 de setembro, os alunos do Colégio Cristo Rei, desde a Educação Infantil até o Ensino Fundamental II participaram do Desfile Cívico em homenagem ao Dia da Pátria.

Todas as turmas tiveram sua participação, com destaque para a Fanfarra que abrilhantou o trajeto, pelas ruas de Içara.

Agradecemos a participação de toda a família CCR!

sc-desfile-setembro (1) sc-desfile-setembro (2) sc-desfile-setembro (3) sc-desfile-setembro (4) sc-desfile-setembro (5) sc-desfile-setembro (6) sc-desfile-setembro (7) sc-desfile-setembro (8) sc-desfile-setembro (9) sc-desfile-setembro (10) sc-desfile-setembro (11) sc-desfile-setembro (12) sc-desfile-setembro (13) sc-desfile-setembro (14) sc-desfile-setembro (15) sc-desfile-setembro (16) sc-desfile-setembro (17)

 

Compartilhe:

Ação solidária (CCR)

outubro 5th, 2019 | Posted by FDZ in Sem categoria - (0 Comments)

Os alunos do 8º e 9º anos do Ensino Fundamental II participaram de uma grande ação solidária, nesta segunda-feira, 30 de setembro.

De acordo com o projeto desenvolvido pelo Colégio Cristo Rei, “Chamado a ser solidário no mundo atual”, o destino selecionado foi o Centro de Referência de Assistência Social, no bairro Esplanada.

No ginásio, as crianças prestigiaram uma belíssima apresentação de patins artístico, com a aluna Marina Koch. Após a dança, os estudantes do CCR entregaram os presentes arrecadados e colocaram em prática as atividades recreativas desenvolvidas para as crianças do CRAS. No final da manhã, todos participaram de um momento de confraternização.

“Acreditamos que pequenos gestos, quando apoiados pela força da fraternidade e da união, tornam-se grandiosos e capazes de transformar vidas”, destacou a coordenadora Aline Freitas.

sc-acao-solid-setembro (1) sc-acao-solid-setembro (2) sc-acao-solid-setembro (3) sc-acao-solid-setembro (4) sc-acao-solid-setembro (5) sc-acao-solid-setembro (6) sc-acao-solid-setembro (7) sc-acao-solid-setembro (8) sc-acao-solid-setembro (9) sc-acao-solid-setembro (10) sc-acao-solid-setembro (11) sc-acao-solid-setembro (12) sc-acao-solid-setembro (13) sc-acao-solid-setembro (14) sc-acao-solid-setembro (15) sc-acao-solid-setembro (16) sc-acao-solid-setembro (17) sc-acao-solid-setembro (18) sc-acao-solid-setembro (19)

 

Compartilhe:

Foi nos dias 21 e 22 de setembro, na Província Nossa Senhora do Rogate, que aconteceu o II encontro de Postulinter/Novinter do ano, conduzido pelo assessor André Onestini. O Tema foi: Autoconhecimento, a partir do Eneagrama. Haviam 19 pessoas, sendo 14 formandos e 5 formadores.

Iniciamos com uma linda oração da manhã, dirigida pela Irmã Jula e as postulantes Layla e Marke Hele (Franciscanas de Dillingen). Em seguida, fomos para o salão, onde, com muito entusiasmo e abertura, deu-se continuidade ao tema que havia começado no encontro de junho próximo passado.

O Assessor foi muito feliz na colocação, facilitando a integração de todo o grupo e renovando no coração de cada um, o desejo de prosseguir nesse trabalho de conhecimento interior sobre si mesmo.

Sem sombra de dúvidas, todo caminho começa com um pequeno passo. E o primeiro passo, é se conhecer para poder transformar aquilo que trazemos e somos. A transformação é o processo de apaixonar-se pela liberdade, e só entra nesse processo, quem tem a coragem de se deixar moldar.

Por isso, louvamos e agradecemos a Deus pela oportunidade que estamos tendo, de utilizar todos os meios necessários para nos conhecermos.

Colocamos no Coração de Jesus cada formando e formanda que está adentrando esse caminho de busca e libertação.

Alexandra Fernanda S. Ferreira – Noviça

prov-post-novint-setembro (1) prov-post-novint-setembro (2) prov-post-novint-setembro (3) prov-post-novint-setembro (4) prov-post-novint-setembro (5) prov-post-novint-setembro (6)

 

Compartilhe:

Tivemos a alegria de acolher em nossa Comunidade a Cruz Missionária no período de 10 a 12 de setembro. Foi um período forte de oração e veneração da Cruz, símbolo da nossa força e salvação.

A Igreja é peregrina por natureza. E a Cruz Missionária simboliza a missão do próprio Cristo que andava de cidade em cidade, anunciando a Boa Nova e pregando o Evangelho do Reino.

Sobre a Cruz missionária, vale saber: no dia 9 de julho de 2015, o Papa Francisco abençoou 40 cruzes missionárias em sua visita à Bolívia, e as entregou a cada país da América como forma de preparação ao 5º Congresso Missionário Americano, que aconteceu em julho de 2018. A Cruz missionária faz memória das missões jesuítas da Bolívia e a Evangelização dos povos da América Latina. Recorda também a Páscoa de Jesus que ilumina nossa vida e missão. Ela expressa o amor infinito de Deus e salvação da humanidade. Hoje, a cruz continua inspirando a evangelização dos povos e animando a espiritualidade da ação missionária.

Para dar continuidade aos congressos missionários em âmbito de América e Brasil, a cruz missionária será o grande símbolo para a preparação do Mês Missionário Extraordinário convocado pelo Papa Francisco para outubro deste ano. O objetivo deste mês é dar novo impulso à missão ad gentes e requalificar toda a ação missionária da Igreja. Como um grande símbolo, teremos a Cruz missionária para dar continuidade às reflexões suscitadas pelo 5º Congresso Missionário Americano e motivar, aqui no Brasil, a preparação do mês extraordinário.

Que a visita da Cruz missionária possa despertar em nós e em cada cristão a consciência e o ardor missionário e que Maria, Mulher da ação, conduza nossas mãos e os nossos pés nas pegadas de Seu Filho Jesus, o Grande Missionário do Pai!

Madre Maria Marques de Oliveira

prov-cruz-mission-setembro (1) prov-cruz-mission-setembro (2)

Compartilhe:

Nos dias 14 e 15 de setembro, aconteceu a Assembleia Formativa da Conferência dos Religiosos do Brasil – Regional Rio de Janeiro (CRB-RJ), no Colégio Santa Teresa – Tijuca – RJ, com o tema: “Fazei tudo o que Ele vos disser” (Jo 2, 5). E, para ajudar na reflexão do tema, a assembleia teve como assessores: Pe. Valentim F. de Meneses, msc e Pe. Nivaldo Pessinatti – CRB Nacional e Coordenação Regional CRB-RJ.

Dentre os participantes estavam presentes as Filhas do Divino Zelo: Madre Maria Marques de Oliveira, Ir. Maria Eli Milanez, Ir. Edna Maria Alves, Ir. M. Nair Fragnani e Ir. M. Arcilene Rosa.

Foi um dia de reflexão e aprofundamento do tema com colocações muito bem feitas pelos assessores, que levavam a assembleia a refletir sobre o caminho vocacional de cada consagrado, seguindo o exemplo de Maria, de caminhar com o outro para sentir as suas necessidades e ajudá-lo.
No domingo, o encontro iniciou-se com a Celebração Eucarística e seguiu com trabalhos de grupo, a fim de traçar metas para serem desenvolvidas na Regional do Rio de Janeiro. Foi um momento rico e belíssimo de aprendizagem, troca de experiência e convivência e olhar adiante.

Agradeçamos a Deus por essa oportunidade e pedimos forças para que os consagrados e consagradas possam levar adiante a missão que cada um/uma recebeu do Senhor.

Ir. M. Arcilene Rosa, fdz

mnm-crb-assemb-setembro (1) mnm-crb-assemb-setembro (1) mnm-crb-assemb-setembro (2)

Compartilhe: