XIX ENCONTRO NACIONAL DA PASTORAL DA EDUCAÇÃO

outubro 29th, 2018 | Posted by FDZ in Sem categoria

Nos dias 28, 29 e 30 de setembro, aconteceu o 19º Encontro Nacional da Pastoral da Educação, no Centro de Estudos do Sumaré, Rio de Janeiro, RJ. O tema abordado foi: O atual cenário da Educação Brasileira e as perspectivas para a Pastoral da Educação.
De acordo com o site da Arquidiocese, “o encontro contou com a presença de Dom João Justino de Medeiros Silva, presidente da Comissão Episcopal da Pastoral para a Cultura e Educação, Dom Júlio Endi Akamine, bispo referencial para a Pastoral da Cultura e Educação, dos conferencistas Pe. Marcos Sandrini e Pe. Agamenilton, além de outros bispos, sacerdotes, diáconos, religiosas e leigos de todas as regiões do Brasil, totalizando cerca de 100 participantes”.
O arcebispo de Sorocaba (SP), Dom Júlio Akamini, chamou a atenção dos presentes para os desafios da Igreja no Brasil quanto ao campo da educação. Segundo ele, na obra evangelizadora da Igreja, o empenho em transmitir a fé sempre foi acompanhado da criação de escolas e de instituições para o desenvolvimento cultural. Lembrou também que, desde sempre muitos educadores cristãos sustentam que a fé no Evangelho deve ser acompanhada de uma boa bagagem cultural. A estes, se unem o trabalho pedagógico para vencer o analfabetismo com a promoção de uma fé madura e consciente. Como afirma Dom Julio Akamini, “Uma fé que não se traduz em cultura é uma fé que não fala, que não se comunica. A ignorância nunca ajuda no crescimento humano nem no espiritual. A ignorância torna as pessoas escravas da própria estreiteza de horizontes e prisioneiros das garras da cultura dominante; é terreno fértil para os preconceitos que envenenam nossa sociedade”.
Continua ainda Dom Akamini, “Educar se torna assim uma das formas mais belas e corajosas de caridade porque contribui para combater a pobreza e a escravidão, oferecendo às pessoas o grande bem da consciência e da liberdade. A ignorância e o analfabetismo das nossas periferias são infelizmente o terreno fértil para o crescimento de todo tipo de desvio, criminalidade e violência. Essas periferias vivem numa emergência educativa”.
Ele defende ainda que as periferias existenciais têm urgentíssima necessidade de escolas onde se possa aprender a viver a paz. “A educação consiste na transmissão de uma cultura de base e de uma pedagogia do encontro para a convivência pacífica entre as pessoas. Não se trata apenas de tirar as crianças da rua, nem de preservá-las da violência, mas de desenhar com elas desde já, um futuro de solidariedade”. Portanto para os Religiosos “é urgentíssimo junto com as escolas transmitir o Evangelho e vivê-lo como sentido próprio da vida. A fé tem necessidade de cultura e de ciência para se aprofundar nas pessoas. Sem cultura e ciência, a fé cristã pode se tornar estéril. Um conhecimento superficial do Evangelho é o terreno mais propício para a superstição, o fanatismo e fundamentalismo”.
Estes dias foram de profunda reflexão e aprendizagem a cerca da realidade educacional do Brasil. As FDZ foram representadas pelas irmãs: Vilma Regina Gava, Eliane Espíndola Maciel, Érica Bitencourt Pereira, Arcilene Rosa da Silva e Nivalda Milak.
Peçamos ao Senhor que esse 19° Encontro Nacional da Pastoral da Educação produza frutos abundantes em nosso meio e em nossa Pastoral e missão Educativa.

Irmã Arcilene Rosa da Silva

majone-XIXencontro-setembro

Compartilhe:

You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 You can leave a response, or trackback.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>